quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Os 20 nomes de pessoas mais engraçados

Genti,palavras engraçadas é o que AAH né?!ahahahaha...


Ainda mais nomes de pessoas,então, eu fiz uma pequena lista dos 20 nomes mais engraçados..vamos lá!rsrs






  • Agudim


  • Fernando Alegre


  • Eulâmpio Araújo


  • Brasil de Assunção


  • Foca Bilota


  • Antonio Donizete Bobo


  • Pinto Brochado


  • Adam Bunda


  • João Cannalonga


  • Gilberto Créa


  • Deodárbio Daineze


  • Zarifebarbar Daer


  • Cosme Damião


  • Zeroneide D.


  • Espiritualíssimo José David


  • André Deolício


  • Ava Gina


  • Amável Pinto


  • Benvindo Viola


  • José Catarrinho

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

29 formas de se assumir lésbica

http://dykerama.uol.com.br/src/?mI=1&cID=80&iID=2147&nome=29_formas_de_se_assumir_l%E9sbicaBlogueira dá dicas bem humoradas para sair do armário sem medo de ser feliz.
As condições estão favoráveis! Os Estados Unidos elegeram um presidente negro, a Globo sempre tem um personagem gay em suas novelas e até o Netinho se assumiu bi. Esta é a hora, saia do armário! Não sabe como? Eis 29 formas para se assumir lésbica em 2009:

1. Ande de mãos dadas com sua namoradaVocê já comparou o seu namoro com um namoro hétero? Se a resposta for positiva, você já percebeu o quanto somos travadas em público. E para quê? O que ganhamos ao deixar de viver plenamente nossos namoros? Em 2009, ande de mãos dadas em público, troque selinhos e trate sua namorada como namorada. Vocês merecem.

2. Use um símbolo lésbico/feministaMostra que você é consciente, antenada e interessada em conhecer outras sapatilhas. Vale pulseira do arco-íris, símbolo de Vênus, labris...

3. Coloque sua orientação sexual no OrkutOu pelo menos tire aquele "heterossexual" de lá. Entrar numa comunidade a favor da diversidade também não machuca ninguém.

4. Conte para sua mãeMas esteja preparada para todas as reações. Caso precise de ajuda, um bom lugar é o GPH - Grupo de Pais de Homossexuais.

5. Apresente sua namorada como namoradaPor mais óbvio que pareça, ninguém vai pensar que vocês duas são um casal. E se alguém desconfiar, vai fofocar porque vocês não se assumem. Então, nada melhor para calar a boca dos fofoqueiros de plantão do que dizer a verdade.

6. Vá a um bar ou boate GLSVocê não precisa (nem deve) viver só no gueto, mas é importante conhecer a cultura na qual estamos incluídas. Talvez você pense que hoje a sociedade está mais aberta e que não precisamos mais de locais exculsivamente gays, mas é legal valorizar e respeitar quem veio antes da gente e construiu as bases para o que vivemos hoje.

7. Aprenda gírias gaysAi racha, é uó você não saber a diferença entre dar a elza e dar o edi. Em que mundo você vive? Aprenda pajubá para ontem!

8. Assista a filmes e seriados lésbicosEles são ótimos para dar uma levantada no ego e fazer a gente se sentir mais normal. E o melhor: sempre passam na Lei Bechdel.


9. Pesquise e conheça artistas mulheresTodas nós conhecemos Cássia Eller, Marina Lima e Ana Carolina. E o que mais? Você sabe o que foi o movimento das Riot Grrrl? Já ouviu falar nas bandas Bikini Kill, Le Tigre e Sleater-Kinney? E as Guerrilla Girls, no mundo das artes? Depende nós o reconhecimento e divulgação da cultura lésbica / feminina / feminista.

10. Viaje com sua namorada e reserve uma cama de casalVocê não quer transar numa cama de solteiro durante a viagem dos seus sonhos, correto? Então deixe a vergonha de lado e exija seus direitos. Você vai adorar a sensação de pedir uma cama de casal para duas garotas.

11. Diga a seu ginecologista que você namora outra mulherAssim suas consultas vão ser direcionadas para a nossa realidade e você ainda está treinando um médico para atender outras lésbicas. Sair do armário para o ginecologista é serviço público!

12. Não aceite professores homofóbicosMuitas de nós passamos por aulas onde queremos desaparecer para não ouvir tantas frases preconceituosas dos professores. Esse ano, tome uma atitude! Converse com a direção de sua escola/curso, escreva uma carta (pode ser anônima), peça ajuda ao grupo LGBT mais próximo... o importante é não deixar passar sem fazer nada.

13. Vá a uma reunião de mulheresVocê pode ajudar alguém. Mães, artesãs, prostitutas, lésbicas: algum grupo de mulheres pode crescer com a sua presença.

14. Entre no LeskutE saia do armário com segurança para um mundo de meninas lindas e interessantes!

15. Crie um blogMais uma forma segura e, para quem precisa, anônima de entrar em contato com outras meninas. Além da rede social, você contribui para uma internet com mais textos de mulheres e ajuda uma penca de garotas que procuram histórias de lésbicas iguais a elas.

16. Para as bissexuais: quando estiver com um homem, seja sincera sobre sua sexualidadeTem muita lésbica discriminando bissexuais porque acredita que, quando as bis namoram homens, elas "escondem" seu lado homossexual. Seja sincera com seu namorado e desconstrua esse mito.

17. Participe de um grupo LGBTVirtual ou presencial, sempre tem algo a ser feito. Você é boa fotógrafa? É DJ? Escreve bem? Entende de cinema e adoraria montar um grupo para assistir filmes que falem sobre sexualidade? Não importa a sua habilidade: há muito espaço para você!18. Presenteie sua namorada no dia dos namoradosE seja romântica. Você já comprou flores para sua namorada? É uma delícia ver como os floristas ficam surpresos com uma mulher escolhendo um buquê. Transforme as datas heterossexistas em nossas e comemore o dia das namoradas!

19. Quando perguntarem por um namorado, corrija o gêneroQuem não tem um tio chato que sempre pergunta pelo seu namorado? Em 2009, respire fundo e corrija o gênero: namorado não, namorada.

20. Leve sua namorada em um almoço de famíliaTalvez sua família não aceite de forma alguma, mas é provável que você tenha um irmão ou primo com quem possa contar. Aproveite o voto de confiança e crie uma relação familiar com essa pessoa. Você amplia a visão de mundo do outro mostrando que lésbicas são normais e ainda ganha um pouquinho de família
.

21. Deixe os tabus para trás e leia sobre sexo entre mulheresLeia, fale sobre isso, assista vídeos. Descubra o que é tribadismo e tesourinha e renda-se ao melhor 69 do universo (tem como encaixar melhor?)

22. Vá a um sex shopSozinha, com uma amiga ou com a namorada. Não vai demorar muito para a vendedora perceber que você não está comprando brinquedos para usar com um homem. Caso ela não entenda isso, deixe claro. Ela é uma profissional e, se não sabe, tem que aprender a atender e indicar produtos para lésbicas.

23. Converse com sua irmã mais nova sobre respeitar a diversidadeÉ importante dar o exemplo e fazê-la confiar em você. Fingir que não há nada de diferente com medo de "contaminar" sua irmã com a homossexualidade só deixa vocês mais distantes. Tenha uma aliada!

24. Vá a Parada GayO dia da Parada do Orgulho LGBT é, para muitas de nós, o melhor dia do ano. É quando somos livres e podemos dançar, beijar e cantar no meio da rua. Você pode ser o que quiser, tipo festa a fantasia para adultos, só que dessa vez a fantasia é aquela que você usa no dia-a-dia e só tira para a Parada. Tudo de bom!

25. Compreenda a importância dos eventos lésbicosVocê pode achar que os eventos lésbicos só servem para segregar ou rotular, mas entenda a importância da visibilidade feminina/lésbica e respeite os eventos para mulheres. Um pouquinho de união não faz mal a ninguém.

26. Conheça seus aliadosVocê sabia q ue o Cinemark fez uma doação de 10 mil dólares contra o casamento gay? Lembra da polêmica campanha da Marta Suplicy? Saiba onde investir tempo, dinheiro e principalmente seu voto e diga não aos homofóbicos.

27. Procure um grupo religioso que te aceite como você éSe você é religiosa, sabe como é difícil juntar sexualidade e Igreja. Por isso, muitos grupos cristãos gays são uma excelente alternativa para as meninas que não se sentem acolhidas em suas comunidades de origem. Um desses grupos é a Confraria de Jesus Adolescente, iniciativa ecumênica do E-Jovem. Outras opções podem ser encontradas na internet para religiões específicas e também para as não-cristãs.

28. Leia romances lésbicosApóie e divulgue a literatura de e para mulheres. Se você prefere contos, tem milhares pela internet. Minhas melhores sugestões online estão no abcLés e no blog da Márcia Paula, Não-Memórias de uma Lésbica.

29. Posicione-se contra a discriminação em qualquer situaçãoNão deixe a violência e o ódio vencerem. Presenciou uma cena de discriminação, mesmo que só uma frase? Não ouça calada. A chance de termos um futuro mais justo está em nossas mãos.Um ótimo 2009 para todas, e que cada uma de nós saia (um pouquinho mais) do armário!

Britney Spears vai escrever autobiografia por R$ 32,8 milhões

A cantora americana Britney Spears, 27, assinou um contrato equivalente a R$ 32,8 milhões para escrever sua autobiografia.


De acordo com o diário "Daily Mirror" ,Britney começará a escrever assim que sua turnê mundial terminar.
A vida conturbada e bem sucedida da cantora renderá de três a cinco livros, publicados ao longo da próxima década. A expectativa é de seja uma das autobiografias mais lucrativas dos últimos tempos.
Segundo uma fonte do jornal, Britney vai dinamitar a maioria das numerosas biografias não oficiais escritas sobre ela.
Ainda de acordo com a fonte, a cantora escreve regularmente em sua própria agenda. Por esta razão, ela só não contará aquilo que não quiser.



''Cantora Britney Spears com os filhos Preston e Jayden; autobiografia por R$ 32,8 milhões''

domingo, 4 de janeiro de 2009

Marca de refrigerante lança campanha para atrair gays

De olho no mercado gay europeu, a Pepsi acaba de lançar no Reino Unido um comercial super bem-humorado voltado ao público homossexual para promover a Pepsi Max.

''Na propaganda, três homens conversam em um bar bem naquele clima de quem quer algo mais e olha sem parar para as mulheres que passam. Para tomar coragem de chegar em alguém, um deles, o mais bonitinho, toma um gole de Pepsi e se levanta.Os outros dois rapazes comemoram o efeito Pepsi e ficam observando a chegada de seu amigo a alguma das lindas garotas que estão no balcão do bar. Mas... ele passa pela primeira, toda estudiosa e culta, sem dar confiança, passa pela segunda, toda volúpia mordendo os lábios sensuais, e continua andando.Para a surpresa dos amigos, o rapaz tomou Pespsi (e coragem, essa é a mensagem da propaganda) e se levantou decidido não a abordar as garotas, mas um lindo moreno que está na ponta do balcão. Ele se levanta e logo sorri para o rapaz. O resto já dá pra imaginar. O mais legal é o tom dado ao comercial, leve e engraçado. A reação dos dois amigos é a esperada nesses casos e nem um pouco forçada.''

Não é a primeira vez que a Pepsi se mostra a favor da diversidade sexual. No primeiro semestre deste ano, sua fundação doou 500 mil dólares à associação Pais e Amigos de Lésbicas e Gays (PFLAG, na sigla em inglês). O dinheiro foi usado em um programa desenvolvido pela entidade que tem como objetivo garantir o tratamento igual de funcionários héteros e homossexuais nas empresas dos Estados Unidos.










http://br.youtube.com/watch?v=1Auu_Kp4Rl0